Por que o frio aumenta as chances de problemas cardíacos?

Por que o frio aumenta as chances de problemas cardíacos?

Quando pensamos em doenças de inverno, logo nos vem à cabeça doenças respiratórias e alergias, não é mesmo? No entanto, você sabia que as estações mais frias do ano também ampliam as chances de problemas cardíacos

Pesquisas mostram que os dias frios aumentam a incidência de doenças cardiovasculares e crises, como arritmias, infartos no miocárdio, AVCs, entre outras.

Segundo dados do Instituto Nacional de Cardiologia, o risco de sofrer um infarto aumenta até 30% no inverno. Outro estudo, da American Heart Association, indica que quadros de arritmias cardíacas e morte súbita, Infarto do Miocárdio (IAM) e Acidente Vascular Cerebral (AVC), crescem até 25% nessa época. 

Pesquisadores e cardiologistas de todo o mundo têm pesquisado quais motivos podem levar a esse crescimento nos problemas cardíacos e vasculares. Assim, questiona-se: qual relação entre a temperatura e a saúde do coração? Veja alguns fatores que são apontados por eles. 

Por que problemas cardíacos aumentam em dias frios? 

Abaixo, conheça algumas razões para o aumento do número de problemas cardíacos no inverno. Confira!

Vasoconstrição 

Como forma de compensar as temperaturas frias no exterior, o organismo aumenta a pressão sanguínea e a vasoconstrição, diminuindo o diâmetro e reduzindo o fluxo de sangue e oxigênio. 

Para piorar, os receptores de temperatura da nossa pele são estimulados e enviam uma mensagem para o nosso cérebro, que passa a liberar adrenalina e noradrenalina, dois hormônios que tem como um dos efeitos a contração dos vasos sanguíneos. 

Essa constrição dos vasos sanguíneos pode levar a diversos problemas cardíacos: arritmias, dores no peito (anginas) e, em alguns casos, ao rompimento de placas de gordura nas artérias coronárias, responsáveis por irrigar o coração, gerando coágulos nessa região. 

Choques térmicos  

Quem nunca saiu daquele banho quentinho para enfrentar o frio da rua ou do resto da casa? Essas mudanças de temperatura constantes também podem trazer problemas cardíacos

Isso porque, os choques térmicos trazem alterações repentinas ao ritmo cardíaco. Um dos primeiros sinais de que isso pode estar afetando o seu coração é ocorrência de anginas. 

Maior poluição 

Durante o inverno, os poluentes presentes no ar se dispersam menos, fazendo com que as pessoas acabem inalando mais substâncias nocivas, especialmente em grandes centros urbanos. Isso ocorre devido à menor umidade, a uma diminuição no número de chuvas e à inversão térmica. 

Essas substâncias tóxicas contribuem para diversos problemas cardíacos, como infartos, derrames e arritmias cardíacas

Infecções causadas por doenças 

Gripes e resfriados podem causar inflamações no coração, capazes de romper as placas de gordura nas artérias. Isso diminui o espaço para a circulação de sangue e pode levar a ataques cardíacos.   

E como se prevenir? 

Alguns cuidados básicos podem proteger o coração e evitar problemas cardíacos durante o inverno. Especialmente se você já sofre com doenças cardiovasculares. Veja!

  • Mantenha-se aquecido: use roupas que aqueçam o corpo, como casacos, sobretudos e cachecóis. Especialmente se você tem mais de 60 anos; 
  • Consuma alimentos quentes: como sopas, por exemplo; 
  • Evite sair no frio: se você tem diabetes, pressão alta ou qualquer problema cardiovascular. Se precisar sair, use luvas e cubra seu rosto quando a temperatura estiver menor que 15°c; 
  • Tente evitar choques térmicos: sair de um banho com a água pelando e andar molhado pela casa, por exemplo, é uma péssima alternativa; 
  • Previna-se contra gripes e resfriados: vacine-se e tenha uma boa alimentação para melhorar sua imunidade; 
  • Faça um check-up preventivo: principalmente para identificar qualquer tipo de disfunção ou problema no sistema cardiovascular. Especialmente se você sentir dores no peito. 

Se quiser, pode fazer uma análise preventiva com os cardiologistas do Quali Ipanema! Temos a melhor equipe para identificar e prevenir problemas cardíacos. Além de aceitarmos diversos planos de saúde

Para mais informações sobre saúde cardiovascular e medicina no geral, navegue pelas nossas redes sociais.