Angina: quando a dor no peito pode indicar algo sério?

Angina: quando a dor no peito pode indicar algo sério?

Já sentiu dor no peito depois de fazer uma atividade física ou passar por uma situação estressante? Ou costuma sofrer com esse problema com frequência? 

Esse pode ser um caso de angina, indicando que há algum problema com a circulação do sangue para o seu coração. 

Conheça mais sobre a angina, suas causas, como evitá-la e em que momento procurar um médico especialista para avaliar suas dores no peito

Afinal, o que é angina? 

As anginas de peito (angina pectoris) são dores torácicas ocasionadas pela diminuição do fluxo sanguíneo que vai para o coração, que configura o que nós chamamos de isquemia

Normalmente, devido ao estreitamento das artérias que conduzem o sangue ao músculo cardíaco ou à obstrução parcial delas por alguma doença.

Não confundir com o infarto, no qual há o interrompimento completo do fluxo de sangue e oxigênio para uma parte do coração. 

Tipos de angina  

As anginas torácicas podem ser divididas em dois tipos. Abaixo, confira quais são!

Angina estável (AE)

Desconforto no peito que ocorre de forma previsível, manifestando-se sempre em situações específicas, como momentos de grande esforço físico, estresse emocional ou em dias muito frios. 

Costuma durar entre 1 a 5 minutos, com início mais brando e atenuando-se poucos minutos depois de ter atingido seu pico. 

Melhora com o simples repouso ou uso de nitratos e suas características se mantêm as mesmas durante 2 meses. Mesmo assim, pode ser um indicativo de problemas mais sérios. 

Angina instável (AI)

Já a angina instável é o total oposto. Costuma durar por um tempo bem mais longo e se manifestar nos mais diferentes momentos, mesmo naqueles nos quais a pessoa está relaxada ou de repouso. Além disso, piora conforme o tempo passa. 

Em alguns aspectos, é bastante parecida com um ataque cardíaco. No entanto, não há morte de parte do músculo do coração. 

O que causa a angina?

Como já ressaltamos, a angina surge quando o fluxo de sangue que vai para o coração diminui, devido ao maior estreitamento dos vasos. 

Normalmente, esse estreitamento ocorre por causa da aterosclerose, que é o acúmulo de placas de gordura dentro das artérias coronárias, responsáveis por levar o sangue até o coração. 

Por isso, é comum que as anginas atinjam pessoas mais velhas, uma vez que esse acúmulo de gorduras nas artérias vai aumentando ao longo do tempo, estreitando cada vez mais o espaço pelo qual o sangue pode passar. 

Entretanto, existem outros fatores que também contribuem para a aterosclerose: pressão alta, diabetes, tabagismo, obesidade, sedentarismo, histórico familiar e altas taxas de colesterol no sangue. 

Sintomas da angina 

Além da clássica dor no peito, a angina também pode vir acompanhada de outros sintomas, que variam de pessoa para pessoa. Veja alguns dos principais sinais: 

  • sensação de pressão, aperto ou queimação no peito. Em alguns casos, só em momentos de atividade física, estresse emocional ou temperaturas frias (AE), em outros, mesmo quando a pessoa está de repouso (AI); 
  • a dor pode se irradiar pela mandíbula, pelos ombros e pelos braços, normalmente no lado esquerdo do corpo; 
  • falta de ar; 
  • formigamento nos ombros, braços e/ou pulsos; 
  • náuseas e vômitos; 

O que fazer quando estiver sofrendo com anginas?  

Como você já deve ter percebido, as anginas podem ser um prenúncio de problemas mais graves. Mesmo as estáveis são um sinal de alerta para que você verifique as condições do seu coração e das suas artérias. 

Caso esteja sofrendo com essas dores com certa frequência, especialmente em momentos de repouso, é bom procurar um cardiologista ou médico especializado, que faça todos os exames necessários e ofereça um diagnóstico preciso do problema.

Serão realizados exames de histórico familiar e físicos, além de eletrocardiogramas (comum e de esforço), ecocardiografia, angiografia e cateterismo. 

Como tratar a angina? 

O tratamento das anginas pode ser feito por meio de medicamentos ou procedimentos cirúrgicos, como ponte de safena e angioplastia. Vai depender da gravidade do problema que está causando as dores. 

Para um diagnóstico preciso e um tratamento adequado do distúrbio por trás dos seus quadros de angina, você pode contar com os profissionais do Hospital Quali Ipanema

Temos uma equipe de cardiologistas e cirurgiões experientes para analisar o seu problema e fazer todos os procedimentos necessários, se preciso. Agende uma consulta: 

Telefone: (21) 3257-1350
WhatsApp: (21) 998161313

R. Barão da Torre, 145 – Ipanema, Rio de Janeiro – RJ, 22411-001.